Loading...
Boeing, Embraer e FAPESP se unem com para realizar uma avaliação nacional dos desafios e oportunidades tecnológicas acerca dos bicombustíveis sustentáveis para a aviação no Brasil

Plano de voo para biocombustíveis de aviação no Brasil: plano de ação

Folder Ano: 2013

Boeing, Embraer e FAPESP iniciaram este projeto com o objetivo de realizar uma avaliação nacional dos desafios e oportunidades tecnológicas, econômicas e de sustentabilidade, associadas ao desenvolvimento e à comercialização de bicombustíveis sustentáveis para a aviação no Brasil. A UNICAMP, escolhida para coordenar esse estudo, ficou com a responsabilidade de chefiar uma equipe de pesquisa altamente qualificada e multidisciplinar. A equipe do projeto realizou oito workshops com a participação ativa de mais de 30 stakeholders do setor privado, de instituições governamentais, de ONGs e da academia. A avaliação incluiu os tópicos mais importantes de agricultura, tecnologia de conversão, logística, sustentabilidade, comercialização e políticas. O resultado desse esforço é este “Plano de Voo para Biocombustíveis de Aviação no Brasil: Plano de Ação” originado do diálogo franco e de visões diversas dos stakeholders. O relatório oferece as bases para o estabelecimento de uma nova indústria de biocombustíveis para substituir os combustíveis de aviação. Ao longo desse processo, confirmamos que o Brasil é um lugar altamente promissor para ajudar o mundo a reduzir a dependência da aviação de combustíveis fósseis. […] Parte de “Prefácio”, p. 5. Assuntos: bioenergia; Bioen FAPESP; biocombustíveis; bioetanol.

Autoria: FAPESP

Disponível no CM-FAPESP Link para acesso