Loading...
Válvula de Wheatley aprimorada

Válvula de Wheatley aprimorada

Ciência SP Agência FAPESP

Ano:2024

Pesquisadores da USP e da Unicamp trabalham no aprimoramento da válvula de Wheatley, dispositivo cardíaco usado para tratar pacientes com estenose aórtica. Comum entre idosos, essa doença dificulta a saída do sangue do coração para a aorta e compromete a circulação. No Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI) da USP, que é apoiado pela FAPESP, os cientistas criaram um modelo computacional que permite reproduzir o comportamento mecânico da válvula de Wheatley em condições de serviço. Desse modo, é possível testar virtualmente as melhorias idealizadas sem a necessidade de produzir novas peças a cada alteração. O objetivo da pesquisa é garantir que a válvula abra e feche rapidamente e que a tensão sobre o fluxo sanguíneo esteja sempre acima de um limite crítico. Com isso, é possível evitar a formação de trombos e aumentar a vida útil da válvula. Leia mais na Agência FAPESP. Para outros detalhes, consulte o processo 13/07375-0.

Clique para visualizar