Loading...
Vacinas e tratamentos para malária

Vacinas e tratamentos para malária

Ciência SP Agência FAPESP

Ano:2021

Uma pesquisa conduzida na London School of Hygiene & Tropical Medicine, em parceria com pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, pode auxiliar na busca de vacinas e novos tratamentos para a malária vivax, responsável por 80% dos casos da doença no Brasil. A partir do sequenciamento genético de mais de 500 amostras do protozoário Plasmodium vivax de 25 regiões endêmicas, principalmente de países do sul da Ásia e da África Oriental, os cientistas identificaram variações genéticas e uma série de mutações que aumentam a contaminação e a resistência do parasita aos medicamentos antimaláricos. Com apoio da FAPESP, o laboratório estuda os efeitos da malária vivax em gestantes no Acre, onde a doença é endêmica.

Clique para visualizar