Loading...
Luz e inteligência artificial na seleção de sementes de soja

Luz e inteligência artificial na seleção de sementes de soja

Ciência SP Agência FAPESP

Ano:2022

Uma técnica que combina luz e inteligência artificial se mostrou eficaz para identificar sementes imaturas de soja sem destruir as amostras analisadas. Esse processo atualmente é feito de forma manual. As sementes imaturas têm cor esverdeada, além de menor vigor e poder de germinar. Ao serem prensadas, geram óleo em menor quantidade, com mais acidez e maior custo de refino. Por isso, lotes com mais de 8% de sementes de soja esverdeadas estão sujeitos a um menor valor no mercado e não podem ser destinados à exportação.   A nova técnica, validada por meio de algoritmos computacionais, pode ser usada na triagem de lotes comerciais da semente. A pesquisa foi desenvolvida por grupos da Unesp e da USP com apoio da FAPESP. Leia mais na Agência FAPESP. Para mais detalhes, acesse o artigo científico ou os dados dos projetos 17/15220-7, 18/03802-4, 18/01774-3 e 19/06160-6.

Clique para visualizar